Florianópolis tem a segunda cesta básica mais cara entre capitais

    Pesquisa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) fechando o balanço de janeiro mostra que Florianópolis tem o segundo maior custo de alimentação entre 17 capitais brasileiras.

    De acordo com o levantamento, a cesta básica na capital catarinense tem custo médio de R$ 695,59, atrás apenas de São Paulo (R$ 713,86).

    Florianópolis apresentou durante diversos meses de 2021 o maior preço de cesta básica no país, chegando a passar de R$ 700. Apesar de ainda ser um dos custos de alimentação mais caros, em Florianópolis foi registrada a menor alta no acumulado de 12 meses.

    Publicidade

    Comparando-se o custo da cesta básica de janeiro de 21 com o desse ano, o encarecimento é de 6,8%, o menor entre todas as cidades pesquisadas. Entre novembro e dezembro, por exemplo, houve uma redução de cerca de 3%. Agora, em janeiro de 22, houve uma alta de 0,87%, próximo da inflação calculada pela Udesc.

    O cálculo da cesta básica é feito sobre o quanto seria necessário para alimentar uma família de três pessoas durante um mês com produtos básicos. Para o valor de Florianópolis, R$ 695, é necessário em média 62% do salário-mínimo para a compra, ou cerca de 126h de trabalho em um mês.

    Publicidade