Jovens podem tirar título eleitoral pela internet

    cerca de 320 mil jovens em SC estão aptos a ter o título de eleitor; prazo é 4 de maio

    As eleições estão chegando, e os jovens eleitores não podem ficar de fora desse dia tão decisivo para a história do país. Os jovens que completarem 16 anos até a data da eleição (2 de outubro) também poderão votar.

    O prazo para o alistamento eleitoral, ou seja, para tirar o título de eleitor pela primeira vez, termina em 4 de maio, e fazer a solicitação é muito simples – pode ser pela internet. Segundo estimativa do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC), 320 mil jovens catarinenses ainda não têm título de eleitor.

    Para a emissão do documento pela internet, o primeiro passo é acessar o sistema TítuloNet, localizado na página Atendimento Online no site do TRE.

    Publicidade

    Após informar o estado em que reside, será necessário enviar uma foto (selfie) segurando um documento de identificação; foto do comprovante de residência atualizado; e o certificado de quitação de serviço militar para homens com mais de 18 anos. Na página seguinte, em “Título de eleitor”, basta selecionar a opção “Não tenho” para prosseguir o atendimento.

    Depois é só aguardar, que os dados informados serão analisados pela Justiça Eleitoral.

    e-Título

    Uma vez emitido, o título de eleitor pode ser digital (10 dias úteis após a conclusão do primeiro título) através do aplicativo e-Título, desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral e lançado em 2017 para facilitar a vida de eleitoras e eleitores. É a versão digital do título de eleitor, no celular ou tablet, que pode ser apresentado no dia da eleição.

    aplicativp e-título em tela de celular com título eleitoral ao lado
    Antonio Augusto/TSE/Divulgação/CSC

    O e-Título é muito fácil de acessar e oferece uma série de serviços. Disponibilizado gratuitamente, o aplicativo permite consultar o número do título e o local de votação; verificar a situação eleitoral; emitir certidões, como a quitação eleitoral e nada consta criminal eleitoral; justificar ausência às urnas; consultar e emitir guias para pagamentos de débitos eleitorais; validar a autenticidade de documentos; e se cadastrar como mesária ou mesário voluntário.

    Quem fez o recadastramento biométrico pode votar com o e-Título, pois a foto aparece na via digital. Quem ainda não fez a biometria deve apresentar também um documento de identificação oficial com foto no dia da eleição.

    O título digital mostra o endereço do local de votação, inclusive com um mapa com geolocalização. Ele também tem um QR Code para a validação na zona eleitoral.

    Fora do dia de votação, o aplicativo facilita a vida do eleitorado porque disponibiliza a certidão de quitação eleitoral, documento solicitado para alguns procedimentos, como obtenção de CPF, matrícula em instituição de ensino e inscrição em concursos.

    O título de eleitor não serve apenas para votação, ressalta o TRE, o documento também é exigido para tirar passaporte e RG, matricular-se em universidade e tomar posse em cargos públicos, entre outros.

    Com informações do TRE-SC

    Publicidade