moisés e equipe reunidos ao redor de mesa olhando para uma tv onde está o ministro paulo guedes
Videoconferência dos governadores do Sul com o presidente e ministros ocorreu na manhã desta terça (24/3) - Julio Cavalheiro/Secom SC/Divulgação/CSC

Santa Catarina tem até esta terça-feira (24/3) 109 casos de Covid-19 confirmados. O número foi atualizado pelo governador, Carlos Moisés, em coletiva online no início da noite. Em todo o país são mais de 2 mil, com 46 mortes. Em SC há ainda 336 casos suspeitos, número que baixou (ontem eram 410).

Moisés também comentou sobre a reunião na parte da manhã dos governadores do Sul com o presidente, Jair Bolsonaro, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

“Eu questionei ao presidente, e ele disse que vai fazer um grande pacto com o congresso e a câmara para que medidas de melhorias sejam tomadas”. O ministro Paulo Guedes também falou sobre a necessidade dessa articulação nacional.

Publicidade

Segundo Moisés, o governo federal vai abrir as linhas de crédito em até R$ 40 bilhões. Também será elevado para R$ 9 per capita os repasses que o governo federal deve fazer. “Minha primeira fala com o presidente foi falar sobre as medidas de impacto que tivemos aqui”.

Moisés diz que questionou também a falta de EPI, que não haviam chegado em SC. Segundo Moisés, Mandetta prometeu para amanhã o repasse dos equipamentos de proteção individual.

Retorno das atividades

“O retorno das atividades já está sendo desenho pelo governo do estado. Todas as obras que envolvam o serviço público em Santa Catarina provavelmente amanhã estará sendo liberado”, disse o governador. Na segunda ele também havia afirmado que o o governo preparava as ações para que as pessoas comecem a conviver com o vírus.

“Conviver com o vírus é uma árdua tarefa que nós vamos ter que ter agora, monitorando os casos e a curva. Nós estamos modulando isso baseado na experiência dos outros países que já sofreram com esse desastre”, reforçou Moisés.

Por enquanto, só os chamados serviços essenciais operam em Santa Catarina. A respeito da divergência do que é considerado serviço essencial nesse momento pelo governo estadual e o federal, o Correio questionou em qual decreto as pessoas devem se basear. Moisés, porém, esquivou: “Nosso último decreto está alinhado, há até avanços. No último estabelecemos que, para que a cada dia a gente vislumbre segurança restritiva, a decisão seja tomada pelo Coes. A partir do decreto a gente pode construir novas portarias, flexibilizando, como na construção que a gente pode começar amanhã”, respondeu o governador.

Lista dos municípios

Balneário Camboriú (9), Braço do Norte (9), Blumenau (7), Chapecó (3), Criciúma (9), Florianópolis (20), Gaspar (1), Gravatal (2), Içara (1), Imbituba (4), Itajaí (10), Jaguaruna (2), Jaraguá do Sul (2), Joinville (4), Laguna (1), Lages (1), Navegantes (3), Pomerode (1), Porto Belo (2), Rancho Queimado (2), São José (6), Tijucas (1) e Tubarão (9).

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here