Na Aresc, representantes de São José questionam a nova tarifação da Casan

representantes de sao jose contrarios a nova tarifacao da casan na aresc
Comissão especial da Câmara de São José reforçou necessidade de revisar nova tarifação da Casan, em reunião da prefeita Adeliana na Aresc - Foto: Divulgação/CSC

A nova tarifação da Casan para serviços de abastecimento e coleta de esgoto proposta pela Aresc continua a ter a oposição de representantes de São José, que consideram inviável o aumento.

Em nova reunião na Aresc (Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina) na tarde desta quinta-feira (4/7), o vereador Nardi Arruda (PSD) manifestou novamente contrariedade a qualquer mudança no modelo de tarifação da Casan que impacte aumento no valor das faturas. Nardi Arruda preside a comissão especial formada na câmara municipal para avaliar a nova tarifação da Casan, proposta pela Aresc, e analisar a qualidade dos serviços prestados pelo companhia em São José.

O vereador participou da reunião a convite da prefeita Adeliana Dal Pont em audiência com o presidente da Aresc, Reno Luiz Caramori. A prefeita solicitou a reunião também preocupada com os impactos negativos nas contas dos josefenses. Participaram do encontro a equipe da Aresc: gerente de regulação, Silvio Cesar dos Santos Rosa; gerente de fiscalização, Luiza Kaschny Borges, e a engenheira civil, Cintia Pimentel.

Publicidade

“Não somos contrários à nova tarifação. Somos contrários aos aumentos previstos que variam de 11 a 18%”, reafirmou o vereador Nardi Arruda, no ato representando a Câmara de São José. A prefeita Adeliana Dal Pont questionou dados sobre saneamento básico e abastecimento de água no município e aguarda respostas.

Diante das argumentações, a equipe da Aresc se comprometeu a revisar a tarifação proposta, de forma a manter o equilíbrio financeiro (atual e com a nova tarifação) em todas as faixas de consumo.

Em março a comissão especial da CMSJ também esteve na agência para tentar barrar o aumento de tarifa.

Publicidade