Nove mortes ocasionadas pelo vendaval em Santa Catarina

Vendaval provocado por um ciclone extratropical já deixou nove pessoas mortas em SC

0

A Defesa Civil de Santa Catarina continua fazendo o levantamento dos estragos causados pelo temporal desta terça-feira (30/6). Já foram registradas nove mortes por causa do vendaval, de acordo com o chefe da DC, João Batista Cordeiro.

“Neste momento o foco está para atender todas pessoas que foram afetadas em Santa Catarina. Nesse momento temos com mais gravidade sendo afetado o litoral de SC”, diz Cordeiro.

Nove mortes pelo vendaval
Publicidade

Segundo o chefe da Defesa Civil há, até o momento, sete mortes registradas por conta dos efeitos do vendaval. O caso mais grave foi em Tijucas, onde uma estrutura metálica desabou e matou três pessoas. A reportagem levantou o registro de mais duas mortes, em Itaiópolis e Rio dos Cedros.

Em Ilhota houve um desabamento de muro sobre um homem. Em Chapecó uma idosa foi atingida por uma árvores. Em Santo Amaro da Imperatriz galhos atingiram uma rede elétrica, cujos fios caíram e eletrocutaram um homem. Em Governador Celso Ramos, Itaiópolis e Rio dos Cedros também foram registradas uma morte em cada município.

Neste momento, um dos trabalhos da Defesa Civil é a distribuição de lonas, com apoio das secretarias municipais, enquanto se faz um levantamento de quantidade de telhas necessárias, cestas básicas, kits de higiene pessoal, limpeza de residências. “Todas as estruturas de estado estão voltadas para esse atendimento”. O governo federal também já disponibilizou apoio, de acordo com Cordeiro.

Equipes da Celesc continuam trabalhando para regularizar a situação. Nem todos os reparos serão concluídas nesta quarta-feiera (1/7).

O numero 199 é o atendimento da Defesa Civil. Para receber alertas da Defesa Civil basta mandar uma mensagem com o CEP para o número 40199.

+ Vídeo: vendaval arranca telhado em Jurerê

Previsão do tempo

O ciclone extratropical que atingiu Santa Catarina nesta terça-feira (30/6) segue ativo, mas já se encontra em alto mar. Apesar disso, ainda há possibilidade de rajadas de vento ao longo do dia no Estado, em especial na região Sul, nas áreas litorâneas e no Planalto Serrano. O alerta é do meteorologista Clovis Corrêa, da Epagri/Ciram.

“Temos também a chegada de uma massa de ar frio, o que provoca instabilidades ao longo da região mais próxima ao Rio Grande do Sul. Teremos rajadas de vento ao longo do dia, porém a situação vai se estabilizando a partir desta quinta-feira”,  diz o meteorologista.

Passagem de ciclone extratropical nesta quarta-feira em Santa Catarina – Ciram/Divulgação/CSC

As rajadas de vento nesta quarta-feira, 1º de julho, podem atingir ocasionalmente até os 80 km/h.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here