Operação Maserati busca prender 142 pessoas de facção em seis estados

grupo de policiais e membros do gaeco em mesa grande dentro de sala de coordenação da operação maserati
Megaoperação foi deflagrada para desarticular parte de uma facção criminosa de atuação internacional - MPSC/Divulgação/CSCS

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e as forças de segurança de seis estados deflagraram a Operação Maserati contra uma facção criminosa de atuação nacional e internacional. O grupo busca cumprir 284 mandados: 142 prisões e 142 de busca e apreensão.

Na megaoperação, estão na rua mais de 400 Policiais – Civis, Militares e Rodoviários Federais -, servidores do Instituto Geral de Perícias e Agentes do Departamento de Administração Prisional.

O Gaeco identificou que a facção criminosa, cujo nome não foi revelado, tinha como objetivo primordial a expansão da atuação no Estado de Santa Catarina, com foco na região de fronteira entre as cidades de São Miguel do Oeste, Chapecó e Dionísio Cerqueira. Assim como na região de Joinville em razão da proximidade dos Portos de Santa Catarina e Paraná.

Publicidade

O Ministério Público dará mais informações em entrevista coletiva, às 15h30, no Youtube.

Publicidade