Palhoça lança edital para contratar sistema de monitoramento

Inicialmente serão 252 câmeras de vídeo, instaladas no Centro e nos bairros

sistema de monitoramento por câmeras será instalado em palhoça - foto ssp sc
Sistema de monitoramento por câmeras será instalado em Palhoça; prefeitura pretende gastar até R$ 1,3 milhão com as primeiras 252 câmeras - Foto: SSP-SC/Divulgação

A Prefeitura de Palhoça lançou o edital para contratação de um sistema de segurança e monitoramento, que de início deverá funcionar com 252 câmeras de vídeo no Centro e também nas principais ruas de cada bairro.

De acordo com o edital, a prefeitura se propõe a pagar um valor máximo de R$ 1.386.159,12 por todo o sistema. A escolha da empresa vencedora se dará pelo modelo de pregão, com a que oferecer o menor custo total para toda a instalação das câmeras, postes e software de monitoramento.

O prefeito, Camilo Martins, que investiu na iluminação com o intuito de melhorar a segurança pública, agora defende a tese de que “cidade monitorada, vigiada por centenas de câmeras de videomonitoramento, é cidade onde o trânsito flui com mais segurança e o cidadão pode sair de casa, inclusive à noite. O videomonitoramento vai reduzir consideravelmente a criminalidade na cidade”, diz o prefeito. Sua intenção é de que, além de prevenir, o monitoramento pode contribuir na apuração de delitos flagrados.

Publicidade

Ainda segundo Camilo Martins, o objetivo do sistema é auxiliar as forças de segurança no combate e prevenção à criminalidade, colaborando também na gestão do trânsito do município. Segundo a prefeitura, as imagens serão analisadas em um Centro de Controle Operacional, instalado na Secretaria Municipal de Segurança Pública, e disponibilizadas também às polícias Militar e Civil.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Freccia, que durante o planejamento e preparação do edital também respondeu pela Secretaria Municipal de Segurança Pública, informa que o sistema operacional a ser contratado precisa ser “extremamente confiável e eficiente, inclusive porque isso é exigência explícita no edital”. Segundo Freccia, a instalação das câmeras e equipamentos complementares deve iniciar em 90 dias.

Publicidade