Polícia apreende carga irregular de araucárias em Abdon Batista

    O responsável pelo transporte da madeira não possuía o documento de origem florestal; também conhecida como araucária, a espécie está em risco de extinção

    A Polícia Militar Ambiental (PMA), por meio da unidade de Lages, apreendeu nessa segunda-feira (15/02) 14 toras de pinheiro brasileiro, também conhecido como araucária, que estavam sendo transportadas em um caminhão no município de Abdon Batista. A carga não tinha documentação de origem florestal que comprovasse sua origem lícita.

    A guarnição PMA estava trabalhando na fiscalização e patrulhamento ambiental na localidade de Rosário, interior do município de Abdon Batista, quando abordou o caminhão Mercedes Bens 1313. O veículo transportava 10,04m³ de pinheiro brasileiro, correspondente a 14 toras, sem o Documento de Origem Florestal. Essa documentação, segundo o Ibama, é uma licença obrigatória para o transporte e armazenamento de produtos florestais de origem nativa, contendo informações sobre a procedência, de acordo com a Lei de Proteção da Vegetação Nativa.

    Com a irregularidade, a guarnição realizou a apreensão das toras de pinheiro brasileiro e o responsável pelo transporte responderá a processo administrativo e processo criminal para apuração de sua conduta. O pinheiro brasileiro produz o pinhão e sua madeira é utilizada na indústria de construção civil. A espécie está em risco de extinção.

    Publicidade