Polícia: boato de sequestro de crianças circula em áudios no whatsapp
Um boato sobre sequestro de crianças em São José e Palhoça se espalhou pelas redes sociais no últimos dias. A polícia dos municípios desmente. Divulgação/CSC

Nos últimos dias, um boato sobre sequestro de crianças em São José e Palhoça se espalhou pelas redes sociais. Nos áudios e posts, a versão alerta para uma quadrilha de “gringos” que estaria andando armada para raptar crianças para tráfico de órgãos em Santa Catarina. As delegadas regionais da Polícia Civil de São José e Palhoça afirmam que os áudios são falsos e que não ocorreram tentativas de sequestro de crianças em Campinas e no Camelão, como divulgado no Whatsapp.

O áudio a seguir é um dos exemplos e não contém informações verdadeiras:

Ainda nas redes sociais, as pessoas acreditam no boato e se mostram em alerta com a suposta quadrilha e o sequestro de crianças. Essa preocupação ganha força com os casos reais de sequestro, como da menina Fabiola em Palhoça, no fim do ano passado, e com o desaparecimentos de três meninos no Rio de Janeiro, desde 27 de dezembro.

Publicidade