prefeito na ponta de uma mesa de mármore conversa com as demais pessoas em uma sala que tem as bandeiras do brasil, santa catarina e biguaçu
Ao lado do vice-prefeito Vilson Norberto Alves e da secretária municipal de Planejamento e Gestão Participativa, Luana Schmitt Montero, prefeito Ramon Wollinger recebeu os representantes do OSCB Fabiano Livramento Luiz e Davi Hoffmann - Foto: Paulo Rodrigo Ferreira - Dicom/PMB

Na última terça-feira (5/2), o prefeito de Biguaçu, Ramon Wollinger, recebeu Fabiano Livramento Luiz e Davi Hoffmann, presidente e secretário do Observatório Social da Comarca de Biguaçu (OSCB) para conversar sobre a Vila de Segurança, fiscalização de licitações e obras na cidade.

Os representantes da instituição não governamental solicitaram ao Executivo informações sobre o projeto da Vila de Segurança, complexo a ser construído pelo Governo do Estado entre os bairros Boa Vista, Fundos e Universitário e que deverá abrigar, além do 24° Batalhão de Polícia Militar, Delegacia de Polícia Civil, Departamento de Trânsito (Detran) e Instituto Geral de Perícias (IGP), o presídio da Comarca.

“Temos uma grande preocupação quanto ao número de vagas que serão criadas neste presídio e a que população prisional serão destinadas estas vagas, por isso gostaríamos de informações mais claras”, defendeu Fabiano.

Publicidade

Segundo o prefeito, o projeto da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania é para que o presídio receba apenas os presos da Comarca de Biguaçu. “Vamos exigir do Governo do Estado que cumpram o que sempre nos falaram e não vamos aceitar detentos de outras cidades. Reforço que só vamos autorizar o início da construção desde que as obras do 24° BPM, da Delegacia, do IGP e Detran iniciem simultaneamente”, defendeu Wollinger.

A fiscalização de obras públicas, desde a elaboração de projetos, contratação e execução também foi um dos assuntos da reunião. Para Fabiano e Davi, o Observatório auxilia o poder público no acompanhamento dos processos, a fim de garantir a qualidade dos serviços contratados e bom uso dos recursos públicos. Os processos para compra de materiais de consumo e permanentes também são fiscalizados pela entidade que receberá mensalmente a agenda de licitações do município.

“O encontro com o prefeito Ramon foi extremamente proveitoso pois ele é a peça chave para que possamos estabelecer uma parceria entre a Prefeitura e o Observatório Social e assim fiscalizarmos, identificarmos possíveis erros e problemas, buscarmos melhores preços e obtermos melhores resultados com as licitações”, destacou Fabiano.

Observatório Social da Comarca de Biguaçu

O Observatório Social da Comarca de Biguaçu (OSCB) é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, formada por voluntários apartidários e que tem a função de acompanhar e fiscalizar contratos públicos contribuindo para a eficiência da gestão pública.

Participam do OSCB representantes da Associação Empresarial e Cultural de Biguaçu (Acibig), da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL), Ordem dos Advogados de Brasil (OAB) – Subseção Biguaçu, Rotary Clube, Igrejas, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Associações de Moradores.

Interessados podem entrar em contato através do e-mail [email protected]

+ Observatório Social de São José lança escola para capacitar mais cidadãos

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here