Prefeitura e polícia querem identificar participantes de festas em Florianópolis durante quarentena

Prefeitura de Florianópolis e polícias Militar e Civil trabalham em conjunto para identificar festas e eventos particulares na cidade

Após o surgimento nas redes sociais de denúncias de festas em locais particulares de Florianópolis, órgãos municipais e estaduais dizem que vão identificar os responsáveis pelas ocasiões. Os eventos, que geram aglomerações, desrespeitam os decretos estaduais e municipais de ações de combate ao coronavírus.

Em nota nessa segunda-feira (4/5), a prefeitura da capital diz que trabalha em conjunto com as polícias Militar e Civil para identificar os proprietários de casas em Jurerê Internacional, Cacupé e Lagoa da Conceição, onde houve denúncias dessas festas.

Em algumas das denúncias é possível ver que os participantes dançam a música dos dançarinos do caixão. Os vídeos, da tradição de Gana de pessoas que morrem com mais de 60 anos, viraram meme no Brasil, enquanto há mais de 7 mil mortes por conta da Covid-19 em todo o país.

frame de vídeo em que homens carregam outro dançando o hit do caixão
Participantes de festa, supostamente em Jurerê, dançam o “hit do caixão”, enquanto mil pessoas já morreram de Covid-19 no país – Reprodução/CSC
Publicidade

Segundo a prefeitura, todas as informações das investigações serão repassadas ao Ministério Público de Santa Catarina para que, se necessário, sejam realizados os procedimentos cabíveis.

Para o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), é possível, inclusive, que os responsáveis sejam punidos judicialmente, além de penalidades civis, dadas pela vigilância sanitária.

“Não vamos tolerar esse tipo de desrespeito às normas sanitárias. O risco não é somente de quem estava na festa, mas da cidade inteira”, declarou Loureiro nas redes sociais.

“A prefeitura de Florianópolis tem adotado diversas medidas para conter a disseminação do Covid-19. É importante destacar que não vamos deixar pessoas que descumprem os decretos sem as devidas penalidades. Sempre que as situações forem apuradas e confirmadas, nós iremos autuar”, comenta Priscilla Valler dos Santos, diretora de vigilância em saúde.

Ainda segunda nota da prefeitura, a Guarda Municipal e a Polícia Militar seguem recebendo as denúncias de descumprimentos dos decretos.

Casos na cidade

O município de Florianópolis confirmou 421 casos de infecção pelo novo coronavírus até esse domingo (3). Eram 374 no domingo anterior, uma alta de aproximadamente 13%. Em relação aos curados, eram 259 em 26 de abril e agora são 317, representando alta de 22%.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here