Abel Veiga PHS sao jose
Vereador Abel Veiga é o presidente do PHS de São José e diz que o partido vai defender a "nova política" nas próximas eleições - Foto: CMSJ/Divulgação/CSC

Abel Veiga, vereador e presidente do PHS (Partido Humanista da Solidariedade) em São José, é o 2º secretário da Mesa Diretora da Câmara, não parece ser marinheiro de primeira viagem, ou seja, parlamentar em primeiro mandato. Passa horas do dia nas secretarias municipais defendendo pedidos da comunidade, como pontua. E para que a cidade fique cada vez melhor, já apresentou 200 indicações, que são pedidos ao Executivo para providências em vários setores da administração pública.

Nesta entrevista ao Correio de Santa Catarina, que dá sequência à série com os comandantes partidários na cidade, Abel Veiga coloca a posição do partido com vistas às eleições municipais – prefeito e vereador – do próximo ano.

Correio – Como o PHS se prepara para as eleições de 2020?

Publicidade

Vereador Abel Veiga – Estamos trabalhando. Fizemos uma nominata na eleição de 2016, e no próximo ano vamos usar a mesma fórmula de 2016, que é o teto, ou seja, estipular um teto para quem quer ser candidato a vereador e com poucos votos podem ser eleitos, como eu fui, com 972 votos na eleição passada. No momento temos 28 pré-candidatos a vereador, mas teremos 38, com uma possível mudança na lei eleitoral. Acredito que a legenda deverá ficar em 6,8 mil votos. Estamos conversando com o Podemos, provavelmente o PHS vai se fundir com o Podemos, mas eu deverei continuar na presidência em São José.

Correio – Qual a proposta que o PHS vai defender nas eleições?

Abel Veiga – A nova política. Sou um exemplo disso, do modo que a gente vem trabalhando. Até o final do meu mandato terei apresentado uns 20 ou 25 projetos, mas não basta só fazer projetos, tem que fiscalizar os que já existem. A proposta é o novo, a mudança.

Correio – Qual o projeto com maior destaque que o sr. apresentou na Câmara?

Abel Veiga – Apresentamos diversos projetos, entre eles câmeras de segurança na frente de escolas, sobre chuveiros a gás nos hotéis, por exemplo, que representam risco de queimaduras, instalação de banheiros em praças públicas…

Correio – Os dirigentes do PHS-SJ se reúnem com frequência?

Abel Veiga – Venho conversando individualmente com as pessoas que têm intenção em ser candidatos. Vamos promover cursos de como o candidato deve se comportar dentro das exigências da legislação eleitoral. Como já disse, vamos indicar candidatos que tenham potencial igual e, por isso, terão chances iguais de se eleger.

Correio – Há possibilidade de o partido ter candidato a prefeito?

Abel Veiga – Com certeza.

Correio – O sr. seria candidato a prefeito?

Abel Veiga – Se o grupo aceitar, claro. Hoje estou focado em trabalhar e terminar meu mandato. No futuro não sei se serei candidato a vereador, mas é possível sim, que eu seja pré-candidato a prefeito. Converso bastante com o presidente nacional do PHS, o Eduardo Machado, que já é um diferencial com os outros partidos, e são poucos que têm esse vínculo do municipal conversar direto com a nacional.

Correio – Se isso não acontecer, qual a tendência de apoio na majoritária?

Abel Veiga – Vamos apoiar o candidato que tiver uma proposta de melhorias para a cidade, não só para o partido. Tem que ser um político com experiência.

Correio – O PHS apoiaria candidato que terá apoio da prefeita Adeliana?

Abel Veiga – Com certeza essa possibilidade existe, e como falei, basta mostrar para nós o que quer para a população de São José. Um nome que eu gostaria muito de ver candidato a prefeito é o do Orvino (Coelho de Ávila, vereador). Tenho o sonho de ver ele ser prefeito, pois é merecedor pelo trabalho que já fez, eu votaria nele com muito orgulho, porque o conheço de perto, pelo trabalho que ele já fez por São José. Não conheço um candidato como ele, com 40 anos de atividade parlamentar (vereador) e não tem um processo.

Correio – Como o sr. vê São José hoje?

Abel Veiga – Comparado a 6 anos atrás pode se dizer que mudou da água para o vinho. A prefeita vem fazendo um bom trabalho juntamente com alguns secretários, não está ruim, com esse novo financiamento da Caixa, São José vai virar um canteiro de obras. Sou um dos vereadores que mais fez indicações para todas as ruas de São José, perto de 200, só para esse novo financiamento de R$ 60 milhões de investimentos em infraestrutura.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here