Reforma do Mercado Público está na fase final

Paralelamente, a Prefeitura de Palhoça abre processo de licitação de concorrência pública, para concessão de boxes.

Fachada do Mercado Público de Palhoça
O prédio é uma construção da década de 1950 próximo a Praça 7 de Setembro. Foto: Adriel Douglas/PMP

A Prefeitura de Palhoça deve concluir as obras de restauração do prédio histórico do Mercado Público Municipal, nos próximos 15 dias. Conforme a Secretaria de Infraestrutura e Saneamento 97 por cento dos serviços já foram concluídos, faltando apenas “alguns ajustes finais”, segundo informou o prefeito Camilo Martins.

O prédio, uma construção da década de 1950, a pouco mais de cem metros da Praça 7 de Setembro, no Centro Histórico, é um marco importante da história do município e conserva traços da cultura e arquitetura açoriana.

Enquanto equipes trabalham para concluir as obras, a Prefeitura publica, por meio da Secretaria de Administração, um “aviso de licitação – concorrência pública, para concessão de uso a título oneroso, para fins comerciais de boxes”, mais precisamente a licitação dos espaços destinados ao comércio.

Publicidade

Ao final dos trabalhos de reforma, o prédio histórico disponibilizará sete boxes destinados ao comércio e atividades administrativas e de preservação da cultura e história.

Segundo o prefeito Camilo Martins, a reforma do Mercado Público Municipal “significa o resgate de uma parte da nossa história e cultura, pois, além de espaço comercial, sempre foi um ponto popular de encontro e lazer, no centro histórico de Palhoça”.

Reforma

Após a conclusão do processo de restauração, a administração do Mercado Público será função da Secretaria de Serviços Públicos (Sesp), que terá a responsabilidade de aplicar e exigir medidas que garantam a segurança, limpeza e bem-estar ao visitante.

No novo mercado haverá sete boxes, sendo cinco destinados à licitação, para exploração comercial (armarinho, cafeteria, lanchonete, frutas e verduras, peixaria, entre outros produtos relacionados à tradição comercial de mercados públicos), um reservado para exposição e comercialização de artesanato local e outro para a instalação de um setor de administração, agregando serviços de apoio ao turismo.

Publicidade