SC tem registro de quatro casos recentes de crueldade contra animais

Ao menos quatro casos isolados de crueldades e violência contra animais foram registrados recentemente em Santa Catarina, em diferentes regiões.

O primeiro, ocorrido na terça-feira (7/12), trata-se de uma morte brutal de um cachorro no sul da ilha de Florianópolis. O animal foi encontrado nas margens da rodovia Aparicio Ramos Cordeiro, que leva ao bairro Tapera, já sem vida por uma mulher que cuida de animais de rua. Ele estava com a boca amarrada, os olhos arrancados e diversos sangramentos pelo corpo.

Em vídeo que a tutora postou nas redes sociais, com imagens explícitas, ela desabada: “Quem fez isso é um demônio. Amarraram a boca do bichinho, colocaram uma corda no pescoço para ele morrer. O desgraçado que fez isso merece a pena de morte”. Segundo a Polícia Militar, a ocorrência foi registrada e encaminhada para a Civil para investigação.

Lagarto dado aos cães
Publicidade

Em Nova Veneza, há cerca de duas semanas, três homens gravaram um vídeo em que dão um lagarto teiú vivo para cinco cães. Os homens parecem se divertir com a situação de desespero do réptil, que tenta fugir e se esconder debaixo de um tronco, mas é puxado para ser entregue novamente aos cachorros.

Nas imagens gravadas pelos responsáveis não é possível ver se o lagarto, silvestre, acabou morrendo. A fundação municipal do meio ambiente afirma que investiga o caso. Mesmo sem saber o que houve com o animal nativo, nos vídeos gravados pelos agressos é possível ver os rotos dos mesmos.

Bugio atropelado

A Polícia Militar Rodoviária conseguiu resgatar um macaco bugio no fim da manhã deste sábado (11/12) no km 250 da SC-114, no município de Painel, no planalto serrano. A ação aconteceu por volta das 11h30. De acordo com a corporação o animal foi encontrado atropelado e tinha sangramento interno na boca e diversos machucados. Ele foi resgatado e encaminhado ao Hospital Veterinário de Lages, da Udesc.]

+ IGP conclui que jacarés em Florianópolis foram caçados

Cavalo tem patas cortadas

Também na manhã desse sábado outra crueldade contra animais ocorreu em SC, no município de Ponte Serrada, no Oeste. Um cavalo foi encontrado morto com as patas cortadas e o couro arrancado. A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar na rua Adão Tobias, estrada para Vila Nova, no Bairro CTG. O caso também foi encaminhado à Polícia Civil.

É crime: 2 anos de cadeia, no mínimo

A lei 9.605/1998 trata dos crimes contra meio-ambiente, fauna e flora e prevê pena de detenção de 3 meses a 1 ano e multa, no caso de crime de maus-tratos contra animais. Em 2020, a lei 14.064 aumentou a pena para quem maltratar cães e gatos. A partir de agora, quem cometer esse crime será punido com 2 a 5 anos de cadeia, multa e proibição da guarda. Caso o crime resulte na morte do animal, a pena pode ser aumentada em até 1/3.

Aviso de gatilho

A galeria a seguir mostra as imagens desses crimes. Apesar de borradas e censuradas, são cenas fortes de violência e não devem ser vistas pelas pessoas sensíveis a situações chocantes.

Por Lucas Cervenka – reportagem@correiosc.com.br

Publicidade