Setor de eventos quer liberação na faixa laranja em SC, governo nega

    A equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde recebeu nesta segunda-feira (19/10) representantes de casas noturnas, buffets e demais áreas dos eventos privados de Santa Catarina. Foi debatida a atualização da portaria nº 710 para uma possível retomada das atividades.

    A reivindicação do segmento é que o Estado avalie uma retomada a partir de uma flexibilização na portaria, o que permitiria a possibilidade de abertura de eventos na região classificada na cor laranja na matriz de risco regional à Covid-19. Ainda não há prazo para definição sobre uma possível liberação.

    Nesta segunda-feira, Santa Catarina registrou 1.095 novos casos de Covid-19 e mais nove mortes. As maiores altas foram registradas em Florianópolis (206), Palhoça (174) e Blumenau (74). A preocupação do Estado é com a demanda dos leitos na Saúde Pública, atualmente em 56% (geral).

    Publicidade

    O governo se diz sensível à cada demanda, porém o segmento de eventos é um entrave: “A atividade dos eventos privados é a demanda mais complexa. As pessoas vão para ter contato, para ficarem próximas. E há exemplos em países como a Itália que mostram que tiveram que retroceder na flexibilização, depois da percepção do contágio entre os mais jovens”, diz Raquel Bittencourt, Superintendente de Vigilância em Saúde.

    Há alguns meses o setor ensaia possíveis protocolos para voltar a funcionar. Em 18 de setembro o governo estadual baixou portaria que autoriza o retorno gradual e monitorado de eventos sociais. As portarias tratam de liberações a eventos como congressos, concursos públicos, museus, feiras e exposições, mas somente quando a cor for azul ou amarela na faixa de risco potencial de coronavírus para a região.

    Enquanto isso, os maiores eventos já foram cancelados, a exemplo da Oktoberfest e a festa de Reveillón do município de Florianópolis, onde há confluência de grande público; a prefeitura não fará a queima de fogos e vai destinar a verba para outros fins sociais.

    Publicidade

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here