Tarifas de pedágio da BR 101 em Santa Catarina são reajustadas em 30%; veja tabela de preços

    Mesmo com TCU apontando sobrepreço, tarifa básica passou de R$ 3 para R$ 3,90 por causa de "contorno no contorno"

    A partir da zero hora de 12 de dezembro a tabela de tarifas de pedágios da BR 101 em Santa Catarina, no trecho da Autopista Litoral Sul, sofre reajuste. A tarifa básica de automóveis sobe 30% e passa a ser de R$ 3,90.

    Em 11 de novembro o Tribunal de Contas da União havia autorizado a ANTT a reajustar as tarifas, porém também havia apontado sobrepreço no aditivo a ser concedido (na própria tarifa) à concessionária. À época o tribunal havia afirmado que a tarifa não pularia de R$ 3,00 para R$ 3,90, até já havia barrado o aumento, o que não se confirmou agora.

    tabela de tarifas de pedágio da br 101 em santa catarina para cada tipo de veículo
    Nova tabela de tarifas de pedágio da BR 101, trecho da Autopista Litoral Sul – Arteris/Divulgação/CSC

    O novo valor é válido para as cinco praças de pedágio da concessionária e foi autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), conforme deliberação publicada na edição desta quarta-feira (9/12) do Diário Oficial da União.

    Publicidade

    O reajuste contempla o reequilíbrio econômico-financeiro referente ao trecho sul do Contorno Viário de Florianópolis por conta de alterações de traçado e necessidade de túneis não previstos no projeto original. O redesenho do traçado ocorreu porque o município de Palhoça autorizou construção de condomínio no traçado do Contorno Viário – uma espécie de “contorno dentro do contorno”. O futuro anel viário da região metropolitana da capital, com previsão para 2022, será um corredor expresso de 50 km, ligando Biguaçu e Palhoça pelo interior de São José.

    “Contorno do contorno” foi o responsável por encarecer tarifa de pedágio nesse momento em Santa Catarina – Arteris/Divulgação/CSC

    A tarifa de pedágio é uma contrapartida do contrato de concessão assinado em 2008 entre a ANTT e a Arteris Litoral Sul. Além da operação das rodovias BR-116/Contorno Leste, BR-376/PR e BR-101/SC, no trecho que liga as capitais Florianópolis e Curitiba, o contrato de concessão viabiliza investimentos com obras relevantes e uma série de melhorias para o trecho administrado.

    Segundo a Arteris, empresa controladora da Autopista Litoral Sul, desde 2008 foram investidos R$ 4,7 bilhões no trecho sob concessão e o repasse do tributo ISS (Imposto sobre Serviço) aos municípios é de R$ 212,2 milhões no período.

    Publicidade