Último dia de reabertura da Ponte Hercílio Luz tem 2 mil corredores e recorde em highline

Semana de reabertura encerrou nesse domingo; em oito dias está prevista a travessia de ônibus pela estrutura

centenas de pessoas com mesma camiseta correndo sobre a pista da hercílio luz
Corrida da Ponte Hercílio Luz - Julio Cavalheiro/Secom SC

Dois mil atletas curtiram um momento histórico na manhã deste domingo (5/1). Eles correram atrás de suas melhores marcas pessoais em um cenário especial: a icônica Ponte Hercílio Luz, reaberta ao público na última segunda. A 1ª Corrida da Ponte começou às 8h e pouco mais de 17 minutos depois o primeiro atleta chegava ao fim do percurso de cinco quilômetros, que passou também por ruas da região do Estreito, na parte continental de Florianópolis.

O governador Carlos Moisés (PSL) também correu e fez um tempo de pouco menos de 30 minutos. Aos 52 anos, ele se disse satisfeito com o próprio desempenho, mas ainda mais feliz com a realização do evento em um local tão marcante para os catarinenses.

“A corrida foi um sucesso. Em apenas oito minutos foram preenchidas todas as vagas. Daqui para frente, todos os anos faremos outras. A ideia para o próximo ano talvez seja fazer com 10 mil atletas. Toda a organização está de parabéns”, disse o governador após a prova.

Publicidade

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, disse que a procura tão intensa surpreendeu até mesmo os organizadores, mas que a prova em si transcorreu sem incidentes. Segundo ele, a segunda edição já está garantida.

Classificação da 1ª Corrida da Ponte Hercílio Luz

Mulheres
1 – Ana Claudia Maria – 19min 03seg
2 – Gabriela Paula Santos – 20min 14seg
3 – Susane Perardt – 20min 37seg
4 – Adriana Alzira Dias – 21min 26seg
5 – Gabrielle Beckhauser – 21min 41seg

Homens
1 – Diogo Trindade – 17min 48seg
2 – Dyonata Rebelo Soares – 17min 52seg
3 – Randawf Souza Claro – 18min 01seg
4 – Emerson Gaier – 18min 20seg
5 – Josiel Correa- 18min 40seg

Recorde sul-americano de highline

Uma fita elástica esticada no alto entre as duas torres principais da Ponte Hercílio Luz foi o desafio escolhido pelo catarinense Rafael Bridi para fazer uma travessia inédita. Na manhã desse domingo, o atleta de highline (uma modalidade de slackline) percorreu o caminho de 340 metros entre os pontos mais altos do monumento, à uma altura de 40 metros da pista e aproximadamente 70 do nível da água.

Com o sucesso da travessia, sem queda, Bridi superou o próprio recorde sul-americano de highline urbano. “É bem difícil colocar em palavras a emoção que eu estou sentindo. É um prazer imenso ser manezinho da Ilha, catarinense, e fazer parte deste momento histórico de reabertura da Ponte”, resumiu o atleta.

homem em pé sobre a fita no alto visto através das estruturas de uma torre da ponte
Atleta cruzou sobre uma fita nas alturas os 340 metros que separam as duas torres – Julio Cavalheiro/Secom SC
Próximos dias

Como a obra da Ponte Hercílio Luz ainda está em andamento e para que seja finalizada em março de 2020, a partir de segunda-feira (6/1), a estrutura volta a ser parcialmente interrompida para continuidade dos trabalhos, conforme cronograma estabelecido pela empresa responsável pela obra. Mas isso não interfere na visitação do público, que poderá acessar a Ponte pelas passarelas e pistas da cabeceira insular até a primeira torre, das 7h às 22h.

Nas próximas três semanas, por questões de segurança, considerando que a estrutura provisória de sustentação da parte inferior será removida, a visitação ocorrerá somente pela cabeceira insular. Das 22h às 7h, a ponte será totalmente fechada para continuidade dos trabalhos. De acordo com estimativas do Governo do Estado, desde a reabertura até a noite de sexta-feira (3), passaram mais de 480 mil visitantes pelo local.

De acordo com o calendário divulgado pela prefeitura, em 13 de janeiro começa o teste de linhas convencionais de transporte coletivo municipal pela Ponte Hercílio Luz.

Publicidade