Everton Cebolinha
Everton Cebolinha, eleito o melhor em campo na final da Copa América contra o Peru. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Everton Cebolinha, foi o melhor jogador brasileiro nesta Copa América. Para este escriba, nesta competição, ninguém superou o jovem jogador gremista que soube temperar muito bem os jogos que disputou. Everton foi mais determinado e preciso do que os seus concorrentes. Tudo bem que o veterano lateral-direito Daniel Alves garantiu o troféu de melhor jogador da Copa América, e com méritos, mas Cebolinha colocou um pouco mais de tempero brasileiro nos jogos em que ele atuou.

Respeito e dignidade

Tão logo terminou o jogo contra o Peru e o Brasil sagrou-se campeão da Copa América 2019, o presidente Jair Bolsonaro surgiu no gramado do Maracanã para participar da premiação do torneio. Protocolo de praxe em todos os torneios internacionais, inclusive na Copa do Mundo. No pódio, Bolsonaro entregou medalhas aos jogadores e passou por um momento embaraçoso ao se encontrar com Tite. O treinador recebeu a medalha das mãos do presidente da República, mas não lhe deu a atenção devida. Independente de Tite ser fã de um ex-presidente que se encontra preso, ali na sua frente estava o homem que comanda o Brasil. Faltou respeito e dignidade por parte do técnico. Mas o selinho no presidente da CBF, essa o gaúcho não deixou escapar.

Hora de acordar

Cotado como um dos postulantes ao título do brasileirão desta temporada, o Grêmio parou na 11ª posição da tabela com apenas onze pontos. Uma posição que não pode ser encarada como uma consequência natural e passageira. Terminar o brasileirão antes da Copa América nesta colocação significa dizer que Renato Gaúcho terá que fazer o seu time agilizar rapidamente antes que seja tarde. Tudo bem que ainda tem muitos jogos pela frente, mas demorar para reagir poderá criar problemas seríssimos futuramente. Quando o Grêmio vai acordar?

Profissionalismo
Publicidade

A Copa América já é passado e agora é hora de voltar à realidade do nosso futebol. Desde a parada para a competição sul-americana, o Figueirense vem chegando próximo do G-4, apenas dois pontos o separa. Mesmo convivendo com atrasos salariais, só 35% de carteira assinada de maio foram pagos e não há estimativa para receber o restante, sem contar os direitos de imagens com dois meses em média de atraso, o que está causando um descontentamento geral no plantel. Mesmo assim, o time vem demonstrando profissionalismo dentro de campo, prova disso é a conquista da Primeira Recopa Catarinense. O furacão do Estreito espera ansioso pela retomada da segundona brasileira.

Lambanças e polêmicas

Essa Copa América será marcada pelas lambanças e polêmicas dentro e fora das quatro linhas, principalmente com certas arbitragens que foram o centro de muitas contestações. O que era para acabar com as discussões, o uso do VAR pela primeira vez nesta competição, acirrou mais ainda as reclamações, foi o centro de diversas polêmicas que deixaram os homens do apito de saia justa. Da fase de grupo, passando pelo mata-mata e até na grande final, o VAR anulou gol lícitos, confirmou penalidades ilegais e gols em posição irregular. O VAR foi o personagem mais contestável desta Copa América, só veio para atrapalhar. E não faltaram lambanças por parte da turma da cabine e do apito.

Tempo de férias

A pausa neste brasileirão foi um bom tempo de férias para a boleirada que optou por descansar em resorts e outros lugares paradisíacos. Por exemplo: Nico Lopez curtiu sol e praia em Cancún, Everton Ribeiro foi relaxar em um hotel de luxo na cidade de Porto Feliz/SP,  o goleiro Fábio optou por uma praia com a esposa, o atacante Sassá se mandou para Paris, Jadson foi conhecer Hollywood, Diego Tardelli optou pela Flórida, o meia Dudu foi pra um resort de luxo com a família no litoral pernambucano e Fernando Prass levou sua prole pra Fernando de Noronha. Agora todos estão com as baterias recarregadas pra recomeçar mais um campeonato brasileiro.

Bem complicado

Sábado (13/7) é a vez do torcedor avaiano voltar a curtir e torcer pelo seu time. Desta vez na torcida pra ver o seu clube tentar sair da maldita zona em que se encontra. Mas o jogo será bem complicado, já que o Avaí vai enfrentar o Fortaleza, que tem as mesmas intenções do Leão, ou seja, permanecer na elite. O jogo será na Arena Castelão, em Fortaleza, Ceará, e terá a favor do time nordestino uma forte torcida que apoia o time o tempo todo. O técnico Alberto Valentin fez trabalhos intensos cobrando mais posturas dos jogadores em treinos táticos. Pra variar, desde a sua chegada, o técnico galã não deixa pistas sobre o seu time titular pra este confronto, criando um clima de ansiedade entre jogadores, torcedores e a rapaziada da imprensa. O Leão precisa pontuar o quanto antes pra deixar a situação complicada em que se encontra.

Cartão rosa/vermelho 

Cartão rosa para a Festa do Divino Espírito Santo da Enseada de Brito, em Palhoça. Uma das mais antigas, encantadora e envolvente festa tradicional da região da Grande Florianópolis, que reveste de importância aos seus devotos os laços religioso, familiar e porque não político. Uma grande festa que começou nesta quinta-feira (11/7) com a tradicional sopa comunitária e se estendendo até segunda-feira (15/7). Uma ótima opção pra você e toda sua família. A programação é extensa, com almoços festivos, desfile do cortejo imperial, shows e muito mais.

Cartão vermelho, mais uma vez, para os incapazes que tratam a mobilidade urbana da Grande Florianópolis com total desleixo. Novamente, em menos de seis meses a única entrada e principal ligação do continente para a ilha da magia, que já deixou de ser mágica faz tempo, pela segunda vez a Ponte Pedro Ivo, por culpa de um parafuso que quebrou fez o trânsito parar e engarrafar na manhã do último sábado (6/7). Em uma cidade como Florianópolis que é onde – a ilha – a grande maioria dos que moram no continente procuram pra tudo, este incidente é o reflexo da incompetência daqueles que já deveriam, há muito tempo, ter solucionado esse dramático problema.

Pensamento do Bambi

A mulher é um ser poderoso. Ela tirou a inocência de Adão, a força de Sansão e Neymar da seleção.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here