Escolas municipais de São José participam de projeto de educação agroecológica

    Três escolas da rede municipal de São José estão participando do projeto “Educando e Transformando com a Horta”, para reforçar o cuidado dos alunos com a sustentabilidade e compreensão do impacto das ações humanas nos ecossistemas do planeta. Através de uma parceria com o Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo (Cepagro), e do apoio do Instituto MRV, a iniciativa têm como objetivo levar a educação agroecológica para o cotidiano da comunidade escolar.

    O projeto começou no início deste ano com o Colégio Municipal Maria Luiza de Melo, Centro Educacional Santa Terezinha e CEM Escola do Mar, onde inicialmente as atividades seriam realizadas com visitas semanais às escolas, e seriam trabalhados três eixos: a gestão de resíduos e compostagem, horta agroecológica e alimentação saudável. Mas, por conta da pandemia, esse plano teve que ser adaptado para o ensino remoto.

    Hoje as atividades são trabalhadas por meio de vídeo aulas interdisciplinares e de materiais impressos relacionados à agroecologia. As dinâmicas de trabalho envolvem a articulação e conversa com as docentes, criação de conteúdo em conjunto, gravação e edição de vídeos, de modo em que os alunos possam repensar no seus hábitos, na sua relação com o ambiente e como pode transformá-los para melhor.

    Publicidade

    Os irmãos Gustavo e Otávio Pereira da Silva, alunos do CEM Santa Terezinha, por exemplo, têm conseguido assistir às vídeo aulas e aprenderam sobre as plantas medicinais, que ajudam no bom funcionamento do sistema respiratório. Como experimento, os irmãos buscaram e replantam mudas de gengibre e açafrão da casa da avó. “Agora já sabem como ajudar a prevenir com chás que podemos fazer em casa”, conta a mãe Daniela Pereira.

    Gustavo e Otávio, de camisa azul e vermelha mexendo nas suas plantações de gengibre e açafrão
    Os irmãos Gustavo e Otávio Pereira da Silva aprenderam através do Projeto Educando e Transformando com Horta que as plantas medicinais ajudam no bom funcionamento do sistema respiratório – PMSJ/Divulgação/CSC

    A diretora do CEM Santa Terezinha, Luciana Muniz Farias, conta que o projeto Educando e Transformando com a Horta será realizado durante dois anos em escolas da rede municipal de São José. “Pensar um projeto, em que iremos usar a terra da escola, fazer a horta e tantas outras coisas sonhadas, e imaginar que as aulas remotas dariam tão certo. As expectativas são maiores do que poderíamos imaginar, com pais e alunos engajados e fazendo o seu melhor, com belíssimo retorno a cada dia”, assinala Luciana.

    Publicidade

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here