Falta de anestésicos impede volta de cirurgias eletivas em Santa Catarina

    A falta de anestésicos na rede hospitalar de Santa Catarina impede o retorno das cirurgias eletivas que demandam anestesia geral. A denúncia foi feita durante a sessão de quarta-feira (5/5) da Assembleia Legislativa. As cirurgias não urgentes foram suspensas em hospitais públicos e privados entre fevereiro e março, por conta do agravamento da pandemia.

    Na sessão, o deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB) falou sobre a situação do estado. “Para vocês terem uma ideia sobre a situação dos anestésicos em solo catarinense, o número represado de cirurgias eletivas gira em torno de 100 mil, uma verdadeira epidemia. Algumas situações são simples, outras nem tanto, outras evoluíram para urgentes, é um problema. Os anestesistas têm feito verdadeiros milagres com as drogas disponíveis, adaptando antigos anestésicos disponíveis”.

     

    Publicidade