raio no meio de um céu totalmente nublado e cinza
Após mais um dia quente, tempestade com descargas elétricas rasga os céus da Região Metropolitana de Florianópolis - Foto: Lucas Cervenka/CSC

“O ano começou com uma intensa onda de calor. Os valores de temperatura máxima foram frequentemente altas, típicas da estação mais quente do ano. O calor foi crítico não somente durante as tardes, mas também no período noturno. Noites e madrugadas com valores altos, acima de 25°C, o que em outras épocas do ano, é o valor da temperatura máxima!”.

Assim escrevem três meteorologistas que assinam nota publicada no Ciram (Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina), da Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina) nesta sexta-feira (2/1).

Eles alertam para o fato de que este mês de janeiro de 2019 fica marcado por valores anormais de temperaturas acima da média. Em todas as regiões do estado houve o que denominam de “anomalia de temperatura máxima”: pelo menos uma média de 1ºC acima das médias. Isto é, o mês mais quente da história no estado na maioria das regiões.

Publicidade

Nas regiões do Oeste e Meio Oeste, os valores ficaram entre 1,0 e 1,5°C acima da normalidade. No Planalto Sul, a anomalia de temperatura máxima oscilou entre 1,5 e 3°C. No Planalto Norte, os valores acima da média ficaram entre 1,3 a 2,1°C. No Vale do Itajaí, as anomalias variaram entre 1,0°C e 2,7°C. Foi nessa região, na cidade de Massaranbuda, a maior temperatura registrada no estado neste mês: 41,3ºC.

Litoral em média 3ºC acima da média

“A região mais quente durante este janeiro foi sem dúvida o litoral de Santa Catarina com anomalias positivas de temperatura do ar máxima em torno de 3°C em média”, relatam os meteorologistas.

O terceiro dia de janeiro deste ano registrou a temperatura mais alta para este mês em Florianópolis em São José. No período da tarde, a estação meteorológica do bairro Itacorubi marcou 39,0°C. Na estação do Inmet no bairro Praia Comprida, o termômetro alcançou escaldantes 39,7ºC.

grafico com Temperatura acima de 30°C em janeiro de 2002 a 2019
Temperatura acima de 30°C em janeiro de 2002 a 2019 – Fonte: Epagri/Ciram

A estação do Itacorubi, na sede da Epagri, conta com uma série histórica desde 1995, data de sua instalação. O recorde absoluto permanece registrado em 4 de fevereiro de 2010, com 40ºC. Além de um novo recorde de temperatura para o mês, a estação também registrou a maior quantidade de horas mensais de temperaturas acima dos 30ºC, totalizando 108 horas, muito além das 83h registradas em 2015.

Não à toa, janeiro teve cinco quebras de recordes de consumo de energia elétrica no estado.

A nota meteorológica também alerta para os temporais, que ganham força com o aumento da temperatura do mar. No temporal que causou estragos em toda a Região Metropolitana de Florianópolis em 24 de janeiro, a temperatura das águas entre 27º e 29º também era acima do normal – o que faz parte da influência do El Niño, considerado fraco neste ano. Neste link, o Ciram informa em tempo real as temperaturas das águas ao longo da costa catarinense. Até agora, a cada semana, novos temporais e estragos são contabilizados.

Previsão para o resto do verão

Segundo nota publicada em dezembro pelo Ciram, em fevereiro a chuva continua ocorrendo com frequência, com valores acima da média, porém de forma mal distribuída (característica do verão). Em março e abril, os indicativos são de chuva próxima à média climatológica.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here