Prefeituras da Grande Florianópolis vão comprar testes de coronavírus em conjunto

0
gean atrás de uma mesa com dois homens sentados de cada lado e painel da prefeitura ao fundo
Prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, fala de articulação com a região metropolitana no combate à Covid-19 - PMF/Reprodução/CSC

Em transmissão ao vivo nesta quarta-feira (25/3), o prefeito da capital, Gean Loureiro (DEM), falou sobre uma ação conjunta das quatro maiores cidades da Grande Florianópolis no combate à pandemia de coronavírus.

De acordo com Gean, uma reunião ainda nessa quarta com a prefeita de São José, Adeliana Dal Pont (PSD), de Palhoça, Camilo Martins (PSD), e de Biguaçu, Ramon Wollinger (PSD), definiu pontos comuns para um enfrentamento conjunto na região metropolitana.

Umas das definições foram os critérios técnicos do que é um caso suspeito de Covid-19, a padronização da notificação e o consequente encaminhamento de isolamento por 14 dias. Outra, segundo o prefeito de Florianópolis, é que as quatro cidades irão comprar em conjunto kits de testes de coronavírus, pesquisando um preço mais baixo no mercado, porque os testes anunciados pelo governo federal podem demorar a chegar.

Publicidade

O prefeito pretende bloquear cerca de 70% do orçamento para botar na saúde, segurança e limpeza urbana. Segundo o prefeito, isso deve reduzir bastante o investimento nas demais áreas, com uma transferência de aproximadamente R$ 370 milhões para as áreas prioritárias.

Outras ações

Na live, Gean também falou que o cartão-alimentação começa a ser distribuído na semana que vem (apesar de a prefeitura já ter afirmado que começava na terça, 24) e reforçou a ideia da bolsa de auxílio à 6 mil famílias de Florianópolis cujas rendas são de trabalhos autônomos e que nesse momento estão sem faturamento diante da quarentena imposta pela pandemia. O prefeito diz que haverá um fundo municipal da Defesa Civil para bancar esse auxílio, mas que poderá receber doações de pessoas físicas e jurídicas diretamente para o auxílio dessas famílias sem renda.

Loureiro também diz que haverá prorrogação para 20 de julho no prazo de pagamento do ISS para profissionais liberais.

Em relação aos micro e pequenos empresários, haverá mudanças no Banco do Empreendedor, responsável pelo programa juro zero. Serão até R$ 5 mil em até 12 vezes em juros, novo limite para quem já pegou o máximo e aporte de R$ 10 milhões no programa através de entidades parceiras, entre outras facilidades de pagamento.

+ Os endereços da vacinação à gripe na capital ao modo “drive-thru”

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here