Recuperação emergencial começa por blocos da Ponte Colombo Salles

São duas obras que ocorrem nas pontes: uma de manutenção geral, outra emergencial em seis blocos de sustentação, que somam custo de R$ 37,9 milhões

0
imagem da parte inferior de um bloco de pilares da pontes com concreto bastante deteriorado e cheio de cracas marítimas, pouco acima da superfície da água
Cada ponte de acesso à ilha tem três blocos de sustentação bastante deteriorados - Gov SC/Divulgação/CSC

A obra de recuperação emergencial dos blocos estruturais das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Machado Salles, em Florianópolis, começou nesta segunda-feira (1/6) com a montagem dos andaimes sobre a balsa.

As intervenções serão realizadas em seis blocos, três em cada ponte, que estão deteriorados. O trabalho inicia pela Colombo Salles. Na Pedro Ivo as intervenções estão previstas para começar em agosto, setembro e outubro.

De acordo com o secretário de estado da infraestrutura e mobilidade, Thiago Vieira, não há previsão de interdição viária das estruturas para execução dos trabalhos. O prazo para conclusão da obra é de 180 dias, ao custo de R$ 6,9 milhões e execução pela empresa portuguesa Teixeira Duarte.

Outra obra de manutenção
Publicidade

Há outra obra de manutenção geral das pontes em andamento desde fevereiro de 2019, na qual não estava contemplada a recuperação dos pilares e nem a finalização das passarelas de pedestres.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade essa manutenção geral está em 34% do previsto.

O projeto de manutenção foi licitado em 2016 e teve como base um estudo realizado em 2015, que não apontou problemas na parte estrutural dos seis blocos que precisam ser recuperados emergencialmente.

Dentro da obra de manutenção, que custa R$ 31 milhões, são realizados trabalhos de recuperação estrutural dos pilares e vigas em pontos localizados, hidrojateamento, pinturas metálica e impermeabilização.

A passarela de pedestres da ponte Pedro Ivo está interditada desde 4 de maio para dar continuidade aos serviços e permanecerá fechada até a conclusão da obra, em fevereiro de 2021. Como alternativa, pedestres e ciclistas deverão utilizar as passarelas da Ponte Hercílio Luz.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here