idoso com máscara no rosto usando chapéu de palha recebe vacina no braço esquerdo de uma profissional de saúde também usando máscara
Desafio é vacinar os idosos, grupo mais vulnerável tanto à Covid-19, quanto à Influenza, sem expô-los aos riscos de infecção - PMSJ/Divulgação/CSC

O Ministério da Saúde inicia nesta segunda-feira (23/3) a campanha vacinação contra a gripe. Nesta primeira etapa, os públicos prioritários são idosos e trabalhadores da saúde.

A campanha de imunização foi antecipada visando a pandemia de Covid-19. A vacina contra o H1N1 (Influenza), não previne contra o coronavírus, mas, facilita no diagnóstico da doença, além de proteger contra a gripe suína. No ano passado foram registradas 70 mortes decorrentes de gripe em SC.

No Brasil, o objetivo é alcançar cerca de 67,6 milhões de pessoas. A meta do MS é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses primeiros grupos até 22 de maio. Para isso, foram adquiridas 75 milhões de doses da vacina. O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece no dia 9 de maio (sábado).

Publicidade

Porém, diante da pandemia do novo coronavírus, cujo público mais sensível são os idosos, há o desafio de vaciná-los sem expô-los ao risco de contaminação, evitando aglomerações. Cada município tem adotado sua estratégia.

Florianópolis

A vacinação nesta semana na capital catarinense será destinada aos profissionais de saúde. Além de iniciar a vacinação em casa dos idosos acima de 80 anos ou os que têm alguma dificuldade de locomoção.  A segunda fase da vacinação vai iniciar a partir do dia 30 de março, com pessoas de 60 anos ou mais de idade que deverão receber a vacina influenza.

Cada equipe de saúde de família dos Centros de Saúde, entrará em contato com os idosos com dificuldade de locomoção, ou de 80 anos ou mais para vacinação em casa.

São José

Em São José a campanha foi antecipada nos dias 19 e 21 para idosos e profissionais de saúde e segurança. Segundo a prefeitura, somente no dia 19 de março (aniversário da cidade) foram 7 mil idoso vacinados.

Para preservar os idosos, foi reservado um dia em que as unidades de saúde estariam fechadas, evitando o contato com outros pacientes. Além disso, ao chegar à unidade, o idoso recebia um primeiro atendimento do lado de fora e a entrada foi feita de forma controlada, para evitar aglomeração de pessoas. Foi feita também orientação para manter uma distância segura.

Segundo a prefeita Adeliana Dal Pont, haverá uma nova estratégia para continuar a vacinação desse público, que envolve a criação de quatro pontos na cidade para dar continuidade às vacinações de rotina.

Palhoça

Em Palhoça, a campanha também foi antecipada no sábado (21). A prefeitura deslocou os postos de vacinação para novos endereços para evitar aglomerações. No site do poder executivo é possível encontrar os novos endereços de referência para vacinação em cada bairro. Segundo a prefeitura, nesta etapa a vacinação é para idosos acima de 65 anos, trabalhadores da área da saúde, crianças até seis anos e mães em que os filhos nasceram nos últimos 45 dias.

Biguaçu

Em Biguaçu, a primeira etapa será focada para a imunização de idosos a partir de 60 anos e trabalhadores da Saúde. Haverá vacinação nos bairros Cachoeiras, Centro, Bom Viver, Jardim Janaína, Praia João Rosa, Três Riachos e Vendaval. Para evitar aglomeração de pacientes nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e proporcionar um local amplo e arejado para oferta da vacinação. Mais informações no site da prefeitura.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here