Gestores renunciam de olho nas eleições de outubro

Esta quinta-feira (31/3) marca um dia geral de renúncia dos políticos que ocupam cargos em poderes executivos para que possam se candidatar a novos postos na eleição de outubro.

Em Santa Catarina os principais nomes que deixam os cargos são Gean Loureiro (UB), prefeito de Florianópolis, Antídio Lunelli (MDB), prefeito de Jaraguá. Ambos são pré-candidatos a governador de Santa Catarina.

No governo do estado também há uma debandada de secretários de Carlos Moisés que irão disputar cadeiras nos legislativos estadual e federal. Pretendem sair dos postos de secretário André Motta Ribeiro (Saúde), Luiz Fernando Vampiro (Educação), Eron Giordani (Casa Civil), Altair Silva (Agricultura), Claudinei Marques (Desenvolvimento Social), Luciano Bulligon (Desenvolvimento Econômico) e Renê Meneses (Santur).

Publicidade

Até o final do mandato de Moisés as pastas estaduais deverão ser chefiadas por secretários interinos.

O prazo para renúncia ao cargo para disputa nas eleições de outubro é no sábado (2 de abril).

+ Eleições 2022: principais regras da propaganda eleitoral na internet
+ Como regularizar o título de eleitor; cadastro encerra em 4 de maio

Topázio prefeito da capital

Gean transmite cargo de prefeito ao vice, Topázio Silveira Neto
Gean transmite cargo de prefeito ao vice, Topázio Silveira Neto – Divulgação/CSC

Em cerimônia na Alesc nesta quinta, às 19h, Loureiro transmite o cargo para o vice, Topázio Neto, que estará à frente da capital catarinense até o final de 2024. Topázio Neto é formado em administração e dono do call center Flex. Iniciou na vida pública em 2021, quando assumiu o cargo de vice-prefeito de Florianópolis. O futuro prefeito da capital é pai de duas filhas e natural de Florianópolis.

Publicidade