Escolas de múltiplas linguagens serão inauguradas na capital

    foto aérea de prédio e pátio da escola no ratones, com campos e vegetação em volta
    "Escolas do futuro", com ensino de diversas linguagens, ficam no Ratones e na Tapera - Leonardo Sousa/PMF/Divulgação/CSC

    A Prefeitura de Florianópolis inaugura no espaço de uma semana duas “escolas do futuro”. As unidades vão oferecer ensino com múltiplas linguagens, como Português, Inglês, Língua Brasileira de Sinais (Libras) e letramento digital.

    A primeira será inaugurada nesta quarta-feira (12/2), no início do ano letivo na rede municipal de ensino, no bairro Ratones, norte da ilha. A Escola Mâncio Costa recebeu R$ 12 milhões de investimento, para construção de novo prédio, que totaliza 5,6 mil m². O estabelecimento de ensino tem capacidade para receber mais de 500 estudantes.

    Haverá também aulas de educação maker, empreendedorismo educacional, artes cênicas e visuais, música, ambiente e sustentabilidade, dança, esporte e movimento.

    Escola Básica Municipal Tapera
    Publicidade

    A segunda “escola do futuro”, como denomina a Secretaria de Educação de Florianópolis, é a Escola Básica Municipal Tapera, com inauguração marcada para 17 de fevereiro (segunda-feira), no sul da ilha.

    A unidade tem capacidade para atender 520 estudantes: 420 do 1° ao 9° ano do ensino fundamental e 100 na modalidade Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJA), no período noturno.

    Com 12 salas de aula, serão cinco turmas dos anos iniciais em tempo integral e oito turmas dos anos finais em tempo parcial, com atendimento no contraturno por meio de oficinas e projetos.

    A construção, com 5,4 mil m², tem espaço maker, sala de artes, sala de música, sala de tecnologias, sala multimeios, laboratórios e biblioteca, além de um ginásio de esportes. A escola conta ainda com duas quadras esportivas e refeitório. O investimento total foi de R$ 11 milhões e 785 mil.

    Publicidade