Região metropolitana terá fiscalização reforçada no feriado em parques, praias e restaurantes

    A medida se dá pela preocupação com o crescimento dos índices da Covid-19 na região, que pode ser potencializado com a chegada de turistas

    Uma nova reunião entre representantes das prefeituras da região metropolitana, governo do estado, órgãos de vigilância sanitária e forças de segurança na manhã desta quinta-feira (29/10) definiu estratégias de fiscalização das medidas sanitárias para o feriadão de Finados, pegando todo o final de semana. Na terça os representantes já haviam se reunido para debater a abordagem de trabalho no período, descartando mudanças nos decretos.

    Com a chegada e circulação de turistas na Grande Florianópolis, a principal estratégia será a integração das forças de segurança e de fiscalização dos municípios e do estado, com o aumento do efetivo para realizar abordagens preventivas, fiscalização prévia dos locais com potenciais índices de contágio e conscientizar aqueles que continuam desrespeitando as medidas sanitárias.

    Muitos turistas

    O reforço se dá pela preocupação com o crescimento dos índices de contaminação pela Covid-19 e que pode ser potencializado pelo aumento da população temporária. A região da capital vem apresentando alta em número de casos nos últimos dias. Apenas no boletim dessa quarta-feira (28/10) foram registrados 1.065 novos casos nos municípios de Florianópolis, São José e Palhoça. E os governos também não têm uma estimativa de quantos turistas passarão pela região, mas a previsão é de que os espaços públicos apresentem bastante público.

    Publicidade

    Em Florianópolis, as ações de fiscalização serão realizadas principalmente em bares e restaurantes, praias e nos maiores cemitérios da capital, para averiguar distanciamento adequado e uso de máscaras. No caso das praias, a permanência é proibida. A prefeitura ainda orienta para as medidas de segurança na visitação aos cemitérios.

    Já em São José, o grupo de enfrentamento da pandemia trabalha para reforçar a fiscalização durante o feriado e averiguar denúncias de relaxamento e desrespeito aos decretos e portarias que regulamentam o funcionamento dos estabelecimentos durante a pandemia. A secretaria municipal de saúde do município, Sinara Simioni, reforça que o relaxamento nas medidas preventivas tem resultado no aumento da transmissão da doença e no número de casos.

    pessoas andando na ponte hercílio luz pelas passarelas e vão central
    Autoridades darão atenção às movimentações em locais públicos e festas com aglomerações podem ser denunciadas à polícia – SSP/Divulgação/CSC

    De acordo com a Superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Raquel Bittencourt, foi apresentado um diagnóstico do cenário atual da pandemia e dos reflexos da aglomeração registrada no feriado de 12 de outubro no número de casos diários. A ação que foi definida para o feriadão tem foco nas praias, parques e rotas gastronômicas. Ficou acertado que a Vigilância Sanitária irá fiscalizar restaurantes, hotéis e bares para avaliar o cumprimento das regras sanitárias referente à pandemia de Covid-19”, afirma. “A Vigilância estadual e suas regionais irão a campo durante todo o feriado para apoiar as demandas dos municípios”, disse Raquel.

    Publicidade